Oficina de cozinha

Designação da atividadeOficina de cozinha
EscolaEscola Secundária c/2º e 3º CEB Dr. Manuel Fernandes
TipologiaOutras
Data de início25-07-2013
Data de término25-07-2013
DepartamentosNenhum
Grupos de Recrutamento/DisciplinasNenhum
DinamizadoresFátima Morgado
Público-Alvo6º A / 6º B / 6º C / 6º D / 6º E / 6º F / 6º G / 7º A / 7º B / 7º C / 7º D / 7º E / 7º F / 8º A / 8º B / 8º C / 8º D / 8º E / 8º F / 9º A / 9º B / 9º C / 9º D / 10º A / 10º B / 10º C
Breve DescriçãoEsta oficina terá lugar quinzenalmente e destina-se a proporcionar aos alunos um espaço de aprendizagem de técnicas básicas de cozinha e de treino de confecção de pratos simples, saudáveis e económicos. Irá desenvolver-se no espaço da cozinha da escola, com a colaboração de outros professores disponíveis e em articulação com os conteúdos curriculares das diversas disciplinas.
Recorrer-se-á, sempre que possível à utilização de produtos locais, nomeadamente frutas e legumes, ervas aromáticas e azeite, entre outros. O modo de aquisição privilegiado dos produtos é a oferta pelos produtores. Não sendo isso possível na totalidade, a aquisição far-se-á sempre em estabelecimentos locais (mercearias, lugares de venda de frutas e legumes, etc...) e com recurso a financiamento dos dinamizadores e dos participantes ou de outros parceiros. A escolha dos pratos a confeccionar pautar-se-á por critérios rigorosos de controlo de custos, para que nenhum participante tenha de assumir custos por sessão superiores a 1.00€.
A utilização da cozinha far-se-á com a preocupação de não causar qualquer constrangimento à confecção das refeições escolares e com respeito pelas normas de segurança e de higiene próprias.
Após aprovação do projecto, procurar-se-á estabelecer parcerias com o programa PROVE, a Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Abrantes, a Tagus, a CMA, a Ass. Palha de Abrantes, a Associação de Pais e Encarregados de Educação ou outras, que estejam também envolvidas em projectos de dinamização do mundo rural e de sensibilização para as questões do consumo local, sustentado e saudável. O objectivo destas parcerias é criar sinergias e também arranjar fontes de financiamento e/ou fornecimentos de produtos. A escola participa com a cedência das instalações, pagamento dos custos energéticos, apoio logístico e divulgação e promoção das actividades. Espera-se também que a escola possa contribuir com uma verba de 100.00€ para criação de um fundo de maneio para aquisição de bens alimentares de longa duração como sal, farinha, fermento, tomate em lata, etc, que tenham de ser adquiridos comercialmente. (sendo produtos não perecíveis, será necessário encontrar um espaço de armazenamento adequado)
Os alimentos confeccionados serão consumidos pelos intervenientes e/ou levados para casa em pequenas doses para consumo em família. Pretende-se assim alargar a sensibilização dos alunos para a importância de consumir localmente e de forma saudável ao seu agregado familiar.
Articulação com o Projeto Educativo12- Desenvolver e concretizar boas práticas que conduzam a um estilo de vida saudável
12.1 - Promover hábitos alimentares e estilos de vida saudáveis;
15 - Projetar a escola na comunidade
ObjetivosSensibilizar para a importância da alimentação saudável, para o consumo local e sustentado;
Aumentar a autonomia dos alunos,
Promover o desenvolvimento de competências usualmente designadas por "competências para a vida" .